Garimpo de Zé Ramalho em caixa com quatro CDs inclui duetos raros e gravação de show acústico de 1997

♪ Zé Ramalho amargou anos de ostracismo na primeira metade da década de 1990, em que pese a boa execução da música Entre a serpente e a estrela (Amarillo by morning, Terry Sttaford e Paul Fraser, 1973, em versão em português de Aldir Blanc, 1992) na trilha sonora da novela Pedra sobre pedra (TV Globo, 1992). O artista paraibano somente reencontrou o sucesso massivo em 1996 com a inclusão da gravação original do aboio Admirável gado novo (Zé Ramalho, 1979) na trilha sonora da novela O rei do gado (TV Globo, 1996 / 1997). No embalo da redescoberta do público, o cantor e compositor saiu em turnê nacional com Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo – no festivo show O grande encontro, eternizado em álbum ao vivo editado em 1996 – e, na sequência, revisou os 20 principais títulos do cancioneiro autoral do compositor no álbum duplo intitulado 20 anos – Antologia acústica (1997). Gravada e lançada em 1997, a caprichada antologia se tornou o álbum mais vendido da discografia de Zé Ramalho e gerou show apresentado com retumbante sucesso em todo o Brasil. Capa do disco 'Antologia acústica ao vivo', de Zé Ramalho Divulgação Decorridos 24 anos da estreia, o show Antologia acústica ganha edição em disco em gravação captada de 9 a 12 de outubro na temporada feita pelo artista na extinta casa carioca de show Canecão. Antologia acústica ao vivo é o quarto CD embalado na caixa O garimpo das raridades, produzida pelo pesquisador Marcelo Fróes com Zé Ramalho e recém-lançada no mercado fonográfico através de parceria da gravadora Discobertas com o selo do cantor, Avôhai Music, sendo que os dois primeiros CDs, Precioso e Nordestino, apresentam algumas gravações até então inéditas em disco (a serem abordadas futuramente em outro texto). Com 20 músicas alinhadas em 15 faixas, o disco Antologia acústica ao vivo geralmente reproduz os arranjos do álbum original de estúdio, mas extrapola o repertório do CD duplo de 1997. Músicas como A terceira lâmina (1981) e Cidades e lendas (1996) – faixa-título do álbum solo de estúdio lançado pelo cantor no ano anterior da antologia – fazem parte do disco, ao lado de Gemedeira (Robertinho de Recife e José Carlos Capinan, 1980) e de pot-pourri com standards dos repertórios de Luiz Gonzaga (1912 – 1989) e Jackson do Pandeiro (1919 – 1982). Gemedeira é galope apresentado em disco em 1980 na voz da cantora Amelinha – então casada com Zé Ramalho – e gravada pelo cantor doze anos mais tarde no disco Brasil nordeste, quarto título da série Academia Brasileira de Música (1992). Para seguidores de Zé Ramalho que colecionam a obra do artista, o disco Antologia acústica ao vivo documenta um dos momentos áureos da trajetória coerente do artista, dono de obra construída com base em ritmos da nação musical nordestina, reprocessados em ambiência folk, com a energia do rock e um toque de psicodelia. Outros garimpos dessa obra, orquestrados pelo selo Discobertas com o aval e a colaboração do artista, já geraram produtos fonográficos de maior quilate, sobretudo os que trouxeram à tona registros da pré-história de Zé Ramalho na Paraíba. Ainda assim, a caixa O garimpo das raridades – ora lançada com quatro CDs produzidos com encartes com as letras das músicas – é ouro para colecionadores de discos que prezam mídias físicas. Capa de 'Zé Ramalho canta com', CD da caixa 'O garimpo das raridades' Divulgação ♪ Eis, a propósito, a relação e a procedência dos 15 duetos (alguns obscuros) agrupados em Zé Ramalho canta com, terceiro dos quatro CDs da caixa O garimpo das raridades : 1. Avôhai (Zé Ramalho) – com João Fênix (fonograma do álbum Ciranda do mundo ao vivo, de 2009) 2. Anjos e demônios (Oswaldo Montenegro) – com Oswaldo Montenegro (fonograma do álbum Léo e Bia – Edição especial, de 2005) 3. Ave de prata (Zé Ramalho) – com Elba Ramalho (fonograma do álbum Solar, de 1999) 4. Passos do mundo (Carlos Maltz e Alexandre Mendes) – com Carlos Maltz (fonograma do álbum Farinha do mesmo saco, de 2002) 5. Segredos de Sumé (Zé Ramalho) – com Roberta de Recife (fonograma do álbum Nordestina, de 2000) 6. O olho da pedra (Leo Tucherman) – com Leo Tucherman (fonograma do álbum O olho da pedra e outros chacunduns, de 2010) 7. Tá tudo mudando (Things have changed, Bob Dylan em versão em português de Maurício Baia e Gabriel Moura) – com Baia (gravação ao vivo feita em 18 de dezembro 2009 em show no Circo Voador, no Rio de Janeiro) 8. Não me diga adeus (Paulo César Barros e Carlinhos) – com Paulo César Barros 9. Ananias e o cavalo (Adolfo Úleari e Zen Renato) – com Lordose pra Leão (fonograma do álbum Os pássaros não calçam rua, de 1996) 10. Grades do viver (Hugo Leão) – com Hugo Leão (gravação feita no verão de 2007 / 2008) 11. Sinônimos (Cézar Augusto, Claudio Noam e Paulo Sérgio) – com Chitãozinho & Xororó (fonograma do álbum Grandes clássicos sertanejos acústico II, de 2007) 12. Teima teima (Glorinha Gadelha e Zé Ramalho) – com Glorinha Gadelha (fonograma do álbum Tudo que ilumina, de 1993) 13. Além do limite

Garimpo de Zé Ramalho em caixa com quatro CDs inclui duetos raros e gravação de show acústico de 1997

♪ Zé Ramalho amargou anos de ostracismo na primeira metade da década de 1990, em que pese a boa execução da música Entre a serpente e a estrela (Amarillo by morning, Terry Sttaford e Paul Fraser, 1973, em versão em português de Aldir Blanc, 1992) na trilha sonora da novela Pedra sobre pedra (TV Globo, 1992). O artista paraibano somente reencontrou o sucesso massivo em 1996 com a inclusão da gravação original do aboio Admirável gado novo (Zé Ramalho, 1979) na trilha sonora da novela O rei do gado (TV Globo, 1996 / 1997). No embalo da redescoberta do público, o cantor e compositor saiu em turnê nacional com Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo – no festivo show O grande encontro, eternizado em álbum ao vivo editado em 1996 – e, na sequência, revisou os 20 principais títulos do cancioneiro autoral do compositor no álbum duplo intitulado 20 anos – Antologia acústica (1997). Gravada e lançada em 1997, a caprichada antologia se tornou o álbum mais vendido da discografia de Zé Ramalho e gerou show apresentado com retumbante sucesso em todo o Brasil. Capa do disco 'Antologia acústica ao vivo', de Zé Ramalho Divulgação Decorridos 24 anos da estreia, o show Antologia acústica ganha edição em disco em gravação captada de 9 a 12 de outubro na temporada feita pelo artista na extinta casa carioca de show Canecão. Antologia acústica ao vivo é o quarto CD embalado na caixa O garimpo das raridades, produzida pelo pesquisador Marcelo Fróes com Zé Ramalho e recém-lançada no mercado fonográfico através de parceria da gravadora Discobertas com o selo do cantor, Avôhai Music, sendo que os dois primeiros CDs, Precioso e Nordestino, apresentam algumas gravações até então inéditas em disco (a serem abordadas futuramente em outro texto). Com 20 músicas alinhadas em 15 faixas, o disco Antologia acústica ao vivo geralmente reproduz os arranjos do álbum original de estúdio, mas extrapola o repertório do CD duplo de 1997. Músicas como A terceira lâmina (1981) e Cidades e lendas (1996) – faixa-título do álbum solo de estúdio lançado pelo cantor no ano anterior da antologia – fazem parte do disco, ao lado de Gemedeira (Robertinho de Recife e José Carlos Capinan, 1980) e de pot-pourri com standards dos repertórios de Luiz Gonzaga (1912 – 1989) e Jackson do Pandeiro (1919 – 1982). Gemedeira é galope apresentado em disco em 1980 na voz da cantora Amelinha – então casada com Zé Ramalho – e gravada pelo cantor doze anos mais tarde no disco Brasil nordeste, quarto título da série Academia Brasileira de Música (1992). Para seguidores de Zé Ramalho que colecionam a obra do artista, o disco Antologia acústica ao vivo documenta um dos momentos áureos da trajetória coerente do artista, dono de obra construída com base em ritmos da nação musical nordestina, reprocessados em ambiência folk, com a energia do rock e um toque de psicodelia. Outros garimpos dessa obra, orquestrados pelo selo Discobertas com o aval e a colaboração do artista, já geraram produtos fonográficos de maior quilate, sobretudo os que trouxeram à tona registros da pré-história de Zé Ramalho na Paraíba. Ainda assim, a caixa O garimpo das raridades – ora lançada com quatro CDs produzidos com encartes com as letras das músicas – é ouro para colecionadores de discos que prezam mídias físicas. Capa de 'Zé Ramalho canta com', CD da caixa 'O garimpo das raridades' Divulgação ♪ Eis, a propósito, a relação e a procedência dos 15 duetos (alguns obscuros) agrupados em Zé Ramalho canta com, terceiro dos quatro CDs da caixa O garimpo das raridades : 1. Avôhai (Zé Ramalho) – com João Fênix (fonograma do álbum Ciranda do mundo ao vivo, de 2009) 2. Anjos e demônios (Oswaldo Montenegro) – com Oswaldo Montenegro (fonograma do álbum Léo e Bia – Edição especial, de 2005) 3. Ave de prata (Zé Ramalho) – com Elba Ramalho (fonograma do álbum Solar, de 1999) 4. Passos do mundo (Carlos Maltz e Alexandre Mendes) – com Carlos Maltz (fonograma do álbum Farinha do mesmo saco, de 2002) 5. Segredos de Sumé (Zé Ramalho) – com Roberta de Recife (fonograma do álbum Nordestina, de 2000) 6. O olho da pedra (Leo Tucherman) – com Leo Tucherman (fonograma do álbum O olho da pedra e outros chacunduns, de 2010) 7. Tá tudo mudando (Things have changed, Bob Dylan em versão em português de Maurício Baia e Gabriel Moura) – com Baia (gravação ao vivo feita em 18 de dezembro 2009 em show no Circo Voador, no Rio de Janeiro) 8. Não me diga adeus (Paulo César Barros e Carlinhos) – com Paulo César Barros 9. Ananias e o cavalo (Adolfo Úleari e Zen Renato) – com Lordose pra Leão (fonograma do álbum Os pássaros não calçam rua, de 1996) 10. Grades do viver (Hugo Leão) – com Hugo Leão (gravação feita no verão de 2007 / 2008) 11. Sinônimos (Cézar Augusto, Claudio Noam e Paulo Sérgio) – com Chitãozinho & Xororó (fonograma do álbum Grandes clássicos sertanejos acústico II, de 2007) 12. Teima teima (Glorinha Gadelha e Zé Ramalho) – com Glorinha Gadelha (fonograma do álbum Tudo que ilumina, de 1993) 13. Além do limite (Wilmar Cirino e Marcos Mathias) – com Fábio & Danilo (gravação de 2009) 14. Banco do amor (Jarbas Mariz e Van Santos) – com Jarbas Mariz 15. God's whispers (Alana Marie) – com Alana Marie (fonograma do álbum Liquid love, de 2010)